7 coisas que precisamos saber sobre o Tribunal de Cristo - Rádio Louvores ao Rei

Mundo Cristão

09/09/2016 às 21h35 - Atualizada em 09/09/2016 às 21h35

7 coisas que precisamos saber sobre o Tribunal de Cristo

Redação
Minas Gerais - MG

7 coisas que precisamos saber sobre o Tribunal de Cristo

“Porque todos devemos comparecer ante o Tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, bem ou mal.” (2 Coríntios 5.10)


O pecado da humanidade foi julgado no Gólgota, através do sacrifício de Jesus Cristo (João 1.29; João 3.16; 1 João 2.2). Como que por um homem entrou o pecado no mundo (Romanos 5.12), por meio de Cristo o pecado de todos foi perdoado (2 Coríntios 5.17-21). Porém, após o arrebatamento da igreja, as obras dos salvos serão julgadas e prestaremos contas do serviço prestado a Deus. Este julgamento é chamado de Tribunal de Cristo.


Conheça agora 7 coisas que precisamos saber sobre o Tribunal de Cristo:


1. O TRIBUNAL DE CRISTO NÃO É O JUÍZO FINAL – O Juízo Final e o Tribunal de Cristo são julgamentos diferentes. O Juízo Final é o julgamento dos ímpios, que também serão julgados segundo as suas obras, mas para condenação eterna (Apocalipse 20.11-15). Os salvos em Cristo não serão julgados no Juízo Final, pois a palavra afirma que não há condenação para quem está em Cristo (Romanos 8.1). Por sua vez, o Tribunal de Cristo servirá para julgar as obras dos salvos, com o objetivo de recebermos do Senhor o galardão (2 Coríntios 5.9,10; Romanos 14.10-12) . Esse julgamento tem o objetivo de avaliar o trabalho de cada cristão.


2. O TRIBUNAL DE CRISTO É PARA A IGREJA – Como o objetivo do Tribunal de Cristo é julgar as obras, sendo boas ou más, e entregar o galardão para os salvos, este julgamento é exclusivo para a Igreja. Jesus disse: “E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra” (Apocalipse 22.12). Os crentes serão recompensados no Tribunal de Cristo, recebendo galardão da parte do Senhor (I Coríntios 9.4-27; II Timóteo 2.5). Há na palavra de Deus várias menções de salvos recebendo coroas (II Timóteo 2.5; II Timóteo 2.4-8; Tiago 1.12; I Pedro 5.4 e Apocalipse 2.10).


3. NO TRIBUNAL DE CRISTO JÁ ESTAREMOS GLORIFICADOS – O único requisito para recebermos a salvação é crermos em Jesus Cristo como único e suficiente salvador (João 3.16-36). Desta forma, quando aceitamos a Jesus Cristo, obtivemos a certeza da vida eterna (João 5.24; Romanos 10.9,10). A nossa glorificação ocorrerá no momento do Arrebatamento da Igreja (1 Coríntios 15.51,52).


4. ELE OCORRERÁ APÓS O ARREBATAMENTO – O Tribunal de Cristo ocorrerá logo após o Arrebatamento da Igreja. Conforme Jesus afirma, a recompensa pelas nossas obras será entregue após a ressurreição dos justos (Lucas 14.14). Todos os salvos, de todas as épocas, participarão do Tribunal de Cristo para receber o galardão (2 Timóteo 4.8; Apocalipse 22.12). Os participantes desse julgamento serão julgados pelas suas obras, pelo quanto trabalharam para o Reino de Deus.


5. O VALOR DO SERVIÇO CRISTÃO NO TRIBUNAL DE CRISTO – Segundo o apóstolo Paulo descreve em 1 Coríntios 3.9-15, a obra do cristão tem valor conforme o fundamento utilizado, as ferramentas que para exercer o ministério. Desta forma, o valor de cada ferramenta dependerá do material que usará para exercitar seu chamado. É preciso que o cristão utilize corretamente os dons ministeriais, tenha uma boa conduta diante dos santos, trate os irmãos na fé com dignidade, entre outros aspectos. No texto de 1 Coríntios 3.12 o apóstolo Paulo mencionou seis diferentes materiais, de forma figurativa, representando os elementos que são utilizados para edificação do Reino de Deus. Os materiais são: ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno e palha. Todos passarão pelo fogo do julgamento.


6. SEREMOS JULGADOS POR TUDO QUE TIVERMOS FEITO – No Tribunal de Cristo os salvos serão julgados quanto a tudo que tiverem feito a partir da conversão. Jesus ensina na parábola das dez minas sobre o emprego dos dons e talentos para a edificação do Reino de Deus (Lucas 19.13). No ensinamento de Cristo aprendemos que teremos de prestar contas quanto as nossas obras (Lucas 16.2).


7. O TRIBUNAL DE CRISTO REVELARÁ AS INTENÇÕES – O Tribunal de Cristo servirá para revelar as intenções do coração dos salvos. Desta forma, quem trabalhou buscando a aprovação dos homens, certamente irá se decepcionar quanto a sua recompensa. No Tribunal de Cristo todas as nossas obras serão apresentadas e os resultados, bem como a avaliação do nosso trabalho para Deus.

Com informações: marcofeliciano.com.br

Comentários

Veja também

Publicidade
Novidades em seu email
Mural de recados
NOSSOS PARCEIROS
© Louvores ao Rei 2015 - 2017 :: Todos os direitos reservados